quinta-feira, 19 de maio de 2011

A Rainha e o Halley I

"Pega carona nessa calda de cometa
Ver a Via-Lactea, estrada tão bonita
Brincar de esconde-esconde numa nebulosa
Voltar para casa nosso lindo Balão azul"

Guilherme Arantes, Nosso Lindo Balão Azul



Um dos fatos que marcaram a minha infância foi a passagem do cometa Halley. Fiquei ansiosa esperando o tão esperado acontecimento. Todos comentavam, procuravam binóculos, lunetas, ou planejavam ir para lugares mais ermos para terem maior visibilidade.






Algumas pessoas mais velhas, relembravam tê-lo visto em suas infâncias, e das histórias que se comentavam à época. Eu, tinha um velho binóculo emprestado por meu pai. Fiquei na rua. Contemplei o céu, as estrelas daquela noite de 09 de fevereiro de 1986.  Busquei ver o tal astro tão famoso, e além de pessoas nas ruas tentando ver sua cauda radiante, e uma chuva de estrelas cadentes, nada mais vi. Mas, no dia seguinte, podia jurar que tinha visto um pouquinho de seu brilho.

Na minha região, ninguém viu o cometa, mas todos comentavam. Muitos, assim como eu, continuavam a falar do que tinham visto, sem nada ver.


A visita histórica da Rainha Elizabeth II à Irlanda foi assim também: passei uma semana de expectativa, vendo a cidade se transformar para recebê-la. Bueiros foram revistados e marcados; lixeiras foram removidas; cercas, muitas cercas, foram colocadas na ruas. A Garda visitou todas as casas por onde passaria o cortejo, e em alguns lugares, prédios comerciais foram fechados.

Preparação para receber a Rainha

Seria uma visita histórica, pois, após a independência, em 1921, nenhum monarca Britânico havia vindo à República da Irlanda. A última visita fora feita pelo Rei George V, avô da rainha em 1911, um século antes da vinda de sua neta.

Foram gastos €30.000 para garantir a segurança da visita real. Ruas foram interditadas, ônibus com rotas alteradas, suspeitas de bombas, protestos [de certa forma, pacíficos], trânsito caótico, muitos Gardaí nas ruas, dificuldade até mesmo para se locomover a pé: este foi o saldo do ocorrido.

A Rainha e seu esposo, o Duque de Edimburgo, fizeram visitas ao Garden of Rememberance, Trinity College, Croke Park Stadium, dentre outros lugares.

Garden of Rememberance, decidaco aqueles que deram sua vida pela liberdade da Irlanda
Quis fazer parte desta História e fui para a O’Connel, rua principal de Dublin, por onde passaria o cortejo. Aguardei junto aos meus amigos a passagem da Rainha Elizabeth II; tirei fotos; conversei com alguns brasileiros que por lá estavam. A rainha passou, em carro fechado, e bem rápido, sem permitir momentos de contemplação.





A visita da Rainha à Irlanda e a passagem do cometa Halley fazem parte da minha história. Não vi nenhum dos dois, mas posso afirmar que estava lá quando tudo aconteceu.

Quanto à Rainha, terei outras oportunidades de vê-la. É de uma linhagem que dura. Sua mãe desfilou pela vida 102 anos, mas não sei se alcançarei o 28 de julho de 2061, se sim, ainda serei mais jovem que a rainha hoje; terei tido muitas reinações, e muito mais histórias pra contar.

Amanhã posto os vídeos,

veja post A Rainha e o Halley II

4 comentários:

  1. Sensacional!. adorei os comentários e a comparação.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom Marilia!!! Gostei! Mas eu vi a rainha... muito rapidamente, mas vi! rs

    ResponderExcluir
  3. Eduarda: A passagem do Halley foi mesmo assim... será que estaremos aqui em sua próxima passagem? Espero que sim! Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Mas meniiiiiiiiiiiina, nao acredito!!! Que coincidência Marilia!!!! Tava pesquisando sobre Dublin e vi seu blog em outro blog (Vida na Irlanda) e fiquei curiosa pra ver por causa do "oxente". Fui sua aluna de ingles na ufcg. Sou Mariana filha de Marilia (moravamos no sta barbara) e to querendo ir estudar ingles em Dublin :D Vou dar uma lidano seu blog, mas se puder me adiciona no msn marianatomazs@hotmail.com
    Bjs campinenses!

    ResponderExcluir

Vou achar arretado se você deixar um comentário para este post. Grata,
Marília.